Em busca de recuperar espaço perdido em um dos mais disputados mercados de smartphones do mundo, a Índia, a Samsung lançou hoje a nova linha de celulares Galaxy M. O objetivo do dispositivo é competir com a Xiaomi, a companhia chinesa que cresceu muito recentemente no mercado indiano e mundial, desbancando a própria Apple como segunda maior fabricante de smartphones do planeta.

São dois dispositivos com sistema operacional Android, o Galaxy M10 e o Galaxy M20. A ideia é que eles sirvam como sucessores da linha Galaxy A e tem como foco os millennials. Os aparelhos contam com o design Infinity V, com a câmera frontal aparecendo no visor em formato de gota, diferentemente do “notch” inventado pela Apple no iPhone X e tão replicado recentemente.

Uma outra novidade é a parceria selada pela Samsung com a Amazon India para o lançamento dos dispositivos. O Galaxy M10 vai trazer tela de 6,22 polegadas com resolução de 720x1520 pixels e proporção de 19,5:9. Ele traz o processador Exynos 7870 e bateria de 3,4 mil mAh. Já o Galaxy M20 tem tela de 6,3 polegadas com resolução de 1080x2340 e proporção igual, de 19,5:9. Seu processador é o Exynos 7904 quad-core e opções com 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento ou 4 GB de RAM e 64 GB de espaço interno. Sua bateria é bem mais poderosa, com 5 mil mAh.

Os dois dispositivos trazem câmera traseira dupla, uma com 13 megapixels e abertura f1.9 e outra de 5 megapixels ultra wide com abertura f2.2, além de leitor de impressão digital – também na parte de trás do aparelho – entrada USB-C e P2 para fone de ouvido. A Samsung espera que os dispositivos mais acessíveis se tornem um sucesso na Índia para recuperar o mercado perdido para a Xiaomi no fim de 2017.

O Galaxy M10 está sendo vendido na Índia por a partir de 7.990 rúpias, o equivalente a R$ 425, e o Galaxy M20 sai por 10.990 rúpias, cerca de R$ 583.