A LG publicou no dia 27 de dezembro de 2018 uma nova patente de tela dobrável que servirá para criar dispositivos multifunção, que, basicamente, seriam aparelhos que podem funcionar como smartphones (fechados) e como tablets (abertos).

Em outubro de 2018, a companhia já havia confirmado que estava trabalhando em um dispositivo com tais características. Isso fez alguns sites suporem que ele seria lançado agora em janeiro, durante a CES 2019, mas, desta vez, a previsão é de que seja anunciado somente no terceiro trimestre de 2019. Isso, claro, se a patente realmente resultar no desenvolvimento de um produto. Algumas vezes, elas nem chegam a sair do papel.

A patente descreve um aparelho com bordas tanto em cima quanto embaixo, com um jeitão dos smartphones lançados há uns 3 anos. Já as bordas laterais são mais finas, sendo que a da esquerda é bem mais fina que a do lado direito.

Como smartphone, o aparelho funciona com suas partes dobradas para fora. Para termos um tablet, basta desdobrá-lo puxando a parte de trás para a direita. Esse movimento fará com que uma porção extra da tela saia de dentro da parte esquerda, aumentando o tamanho dela em aproximadamente 1 polegada. Ao alternar entre celular e tablet, a interface se adapta automaticamente, sendo que a parte intermediária extra da tela mostra os apps mais utilizados pelo usuário.

A patente ainda cita duas configurações de câmeras, no mínimo, curiosas: em uma delas, seria possível tirar várias fotos de ângulos diferentes; na outra, as lentes seriam utilizadas para gerar imagens em 3D.