A Essential anunciou que todo o estoque do Essential Phone, ou PH-1, foi vendido e não será reposto. O Essential Phone iniciou a moda do entalhe na tela entre os smartphones e trouxe um corpo robusto, feito com detalhes em titânio, que chamou a atenção do público. Para simplificar as coisas e reduzir custos, a empresa optou pela versão pura do Android, o que agrada quem costuma adquirir aparelhos da China, sendo que a Essential é americana.

Embora tenha trazido algumas novidades para o mercado, o PH-1 não foi considerado revolucionário, e suas vendas acabaram não deslanchando. A baixa performance da câmera e a falta de disponibilidade em algumas operadoras contribuíram para isso.

Para acabar com o estoque, que estava encalhado, a companhia resolveu baixar o preço para menos de US$ 300. Depois disso, tudo mudou. O aparelho vendeu “feito água”. Por menos de US$ 300 ele se tornou uma opção extremamente viável na categoria mediana.

E agora?

O PH-1 já está esgotado em várias lojas, inclusive em seu site oficial. A Essential confirmou que não vai mais fabricá-lo, embora continue comercializando seus acessórios e fornecendo o suporte de software, através das atualizações do Android. O foco, agora, é no desenvolvimento do sucessor do PH-1.

É compreensível que, depois das dificuldades iniciais para vender o PH-1, a Essential queira encerrar sua produção e tentar corrigir suas falhas, a fim de lançar um substituto mais promissor.

Cupons de desconto TecMundo: