Mulher culpa Apple por queimadura facial e pede US$ 75 mil de indenização

1 min de leitura
Imagem de: Mulher culpa Apple por queimadura facial e pede US$ 75 mil de indenização
Avatar do autor

Penny Manzi, moradora de Illinois, entrou com um processo contra a Apple nesta quarta-feira, dia 02/01, no Tribunal Distrital dos EUA (Chicago).

De acordo com ela, ao manusear um adaptador de energia MagSafe para alimentar seu MacBook, uma faísca gerada pelo cabo atingiu sua máscara de oxigênio, fazendo com que todo o seu rosto e cabeça entrassem em combustão. O fato ocorreu em janeiro de 2018.

No processo, Penny e seu marido, Jerry Manzi, pedem uma indenização de US$ 75 mil para custear as despesas que tiveram com medicamentos e também por danos como dor e sofrimento, além da queimadura ter alterado a vida como levavam. A máscara de oxigênio é necessária porque ela já sofria com problemas pulmonares.

O processo, que foi divulgado pela AppleInsider, descreve que a Apple já havia reconhecido o perigo oferecido pelo adaptador MagSafe, mas afirma que a companhia não se preocupou em alertar os usuários da forma adequada.

Até hoje os usuários se dividem quanto às opiniões sobre o MagSafe, que foi descontinuado pela empresa: alguns continuam utilizando-o e dizendo que nunca tiveram problemas, enquanto outros criticam sua durabilidade.

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Mulher culpa Apple por queimadura facial e pede US$ 75 mil de indenização