A Apple lançou recentemente sua nova linha de iPhones e, como sempre, os preços estão nas alturas. Nos Estados Unidos, o iPhone Xs sai pela bagatela de US$ 999, ou R$ 4.071, e sua versão maior, o iPhone Xs Max, custa US$1.499, ou R$ 6.109. Alguns dias após o lançamento dos smartphones, especialistas na área começam a descobrir o valor das partes individuais que formam o aparelho.

Outra peça que teve o preço aumentando consideravelmente é o novo processador A12 Bionic com sua tecnologia de 7 nm

Sabe quando custa para a Apple um iPhone Xs Max em peças e montagem? US$ 443, em torno de R$ 1.805. Esse valor é maior do que o do top de linha do ano passado, o iPhone X, que saía por cerca de US$ 395, ou R$ 1.609. Entre as peças do novo smartphone da Maçã, a mais cara é a tela de OLED, que tem um custo de US$ 80,50, ou R$ 328, para a empresa.

Subiu, mas menos do que deveria

O aumento no valor desse item, no entanto, não é significante. O display do iPhone X, do ano passado, saía por US$ 77,27 para os bolsos da Apple, cerca de R$ 315. Segundo a publicação TechInsights, que apurou todos esses dados, esse pequeno aumento no valor se deu pela remoção de partes que serviam ao recurso 3D Touch, que não está mais presente na linha atual de iPhones. Se não fosse isso, a tela do iPhone Xs Max custaria cerca de US$ 10 a mais.

Além da tela, o modem do iPhone Xs Max também custou mais caro com a mudança do fornecimento da Qualcomm para a Intel. Outra peça que teve o preço aumentando consideravelmente é o novo processador A12 Bionic com sua tecnologia de 7 nm.

Para Tim Cook, o valor dos dispositivos para os consumidores é justo, dadas as melhorias que os novos modelos trouxeram. E você, acha que o preço dos iPhones deve ser esse mesmo? Conte para a gente aqui nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: