Pouco se sabe sobre os efeitos da radiação dos celulares e smartphones sobre nós, humanos. Como não faz tanto tempo assim que os usamos da maneira que acontece hoje em dia, quando estamos sempre com um aparelho desses no bolso, na mão ou – agora um pouco menos – no ouvido, fica difícil analisar corretamente quais males podem surgir a longo prazo com essa exposição prolongada aos dispositivos.

Isso preocupa muita gente, algumas pessoas mais, outras menos, mas mesmo sem saber o que exatamente essa radiação pode causar, a Statista publicou um ranking que mostra quais dos smartphones mais populares emitem mais radiação.

Dados confiáveis

É notável também que 12 dos 15 smartphones no ranking são fabricados por empresas chinesas, como a OnePlus, a Xiaomi e a Huawei

A lista foi feita com base no Escritório Federão Alemão de Proteção contra Radiação (Bundesamt für Strahlenschutz), que mantém um banco de dados atualizado com a quantidade de radiação emitida por diversos celulares, dos mais antigos aos mais modernos. Em primeiro lugar vem o MI A1, da Xiaomi, 1,75 watts por quilograma emitido. A Huawei é a que mais aparece na lista, com seis de 15 aparelhos analisados.

É notável também que 12 dos 15 smartphones no ranking são fabricados por empresas chinesas, como a OnePlus, a Xiaomi e a Huawei, e que mesmo dispositivos muito populares no Ocidente, como o iPhone 7 e o 8 aparecem na lista. Nenhum aparelho da LG ou da Samsung pontua nesse ranking.

Como não existe ainda um valor de referência sobre qual nível seria seguro para o uso, ficamos apenas com a lista dos smartphones que mais emitem radiação em um valor que representa watts por quilograma durante uma chamada com o celular sobre o ouvido:

Infographic: The Phones Emitting the Most Radiation | Statista

Cupons de desconto TecMundo: