WhatsApp vai tomar medidas de segurança na tentativa de limitar golpes usando o mensageiro. Um novo recurso identificado pelo Mashable está em fase de testes desde ontem (19) e só apareceu para pequenos grupos de usuários, mas deve ser aplicado em breve.

A ideia é impedir o espalhamento de golpes como o phishing, usado para roubar dados pessoais e bancários de vítimas. Com isso, aqueles links recebidos pelo mensageiro com recados urgentes ou prometendo promoções (e que direto noticiamos aqui no TecMundo com números assustadores de cliques) devem acabar ou ao menos rarear.

Uma captura de tela.

O recurso é uma etiqueta vermelha acima do link contendo a mensagem "Link suspeito". No caso da imagem acima, ele detectou que o "W" da URL é, na verdade, uma letra de outro alfabeto usada no truque — o mesmo acontece frequentemente com o "L"  minúsculo e o "I" maiúsculo, por exemplo.

Isso não significa que a sua privacidade está comprometida ou que o WhatsApp vai quebrar a própria criptografia e ler todos os links e recados recebidos. Segundo um porta-voz da empresa, o filtro é aplicado "inteiramente no seu dispositivo".

Vale lembrar que a empresa passa por um momento complicado com a plataforma: o mensageiro também está recebendo novidades para ajudar a filtrar e combater as fake news, especialmente depois de episódios de violência causados por informaçoes falsas espalhadas pelo app.

Cupons de desconto TecMundo: