Não é de hoje que circulam rumores de que a Apple lançará novamente três modelos do iPhone em 2018, com dois deles usando tela OLED (os sucessores do iPhone X) e um terceiro mais em conta, com tela LCD (o possível iPhone 9). E, ao que tudo indica, o modelo mais simples terá produção duas vezes maior do que a de seus irmãos mais poderosos.

O analista Jun Zhang, da Rosenblatt Securities, projeta que a Apple dará um enfoque muito maior na produção sucessor do iPhone 8. A ideia, aponta ele, é que a companhia incentive os usuários a realizar o upgrade de geração, um apelo que fica mais fácil ao oferecer um aparelho mais em conta (isso em relação ao iPhone XI e iPhone XI Plus, obviamente).

Incialmente Zhang acreditava que a Apple produziria 60 milhões de unidades do modelo de LCD, com outras 50 milhões de unidades dos modelos OLED. Agora, dada a projeção de que a Apple apostará forte no iPhone 9, ele refez as suas previsões e aposta em 75 a 80 milhões de unidades do aparelho com tela LCD contra “apenas” 30 a 33 milhões de sucessores diretos do iPhone X.

iPhonePossíveis iPhones de 2018.

Apesar de todas essas projeções, as informações mais recentes dão conta que a Apple incrementou o número de pedidos de telas OLED da Samsung ao passo em que o fornecimento de telas LCD por parte da Japan Display e da LG reduziu. Vale notar que essa diminuição acontece graças a problemas enfrentados por ambas as companhias na hora de embutir a câmera True Depth no painel frontal do iPhone.

Ou seja, esse conjunto de informações, por vezes desencontradas, apenas aumenta a expectativa sobre os novos iPhones. Contudo, todos os mistérios devem ser solucionados apenas em setembro, quando provavelmente a Apple apresentará a nova geração dos seus smartphones.

Cupons de desconto TecMundo: