É, pelo jeito o notch chegou para ficar. Após o lançamento do iPhone X, que trouxe o famoso entalhe na parte frontal superior onde ficam os sensores da câmera de selfie, uma porção de outros dispositivos adotaram o mesmo esquema para ter câmera frontal e ao mesmo tempo aproveitar o espaço do visor até a borda de cima do aparelho.

Seu corpo é todo de vidro com uma coloração diferente de tudo: um dégradé psicodélico mostra cores que vão do verde até o violeta passando por diversas tonalidades

Isso agradou alguns, desagradou outros, mas ainda assim o notch está mais popular do que nunca e vai aparecer também no Honor 10, o celular carro-chefe da Honor, que por sua vez é uma submarca mais acessível da chinesa Huawei. A empresa anunciou oficialmente o dispositivo, que é obviamente inspirado no Huawei P20, o que deu a ele uma cara mais moderna e design de top de linha.

a

Psicodelia total

Sua parte frontal é quase ocupada totalmente pela tela, com exceção para a parte inferior do visor com o botão de tela inicial físico. Seu corpo é todo de vidro com uma coloração diferente de tudo: um dégradé psicodélico mostra cores que vão do verde até o violeta passando por diversas tonalidades e o sensor de impressão digital encontra-se debaixo da tela de LCD com 5,84 polegadas e resolução de 1080p. Seu conector para carregador elétrico é USB-C.

a

O processador que dá vida ao Honor 10 vai ser o Kirin 970, com suporte para inteligência artificial, o mesmo do Huawei Mate 10 Pro e do P20, e 6 GB de memória RAM. A câmera frontal vai ser de 24 megapixels e as duas traseiras de 24 e 16 megapixels. O Honor 10 vai ser vendido a partir de 27 de abril na China nos modelos de 2.599 yuans, ou R$ 1.408 (versão com 64 GB de armazenamento interno), e 2.999 yuans, ou R$ 1.625 (versão com 128 GB).

Cupons de desconto TecMundo: