Os processos de atualização de smartphones não são nada simples. Eles podem dizer respeito a absolutamente qualquer aspecto dos dispositivos e geralmente dão realizados não apenas pela Google, no caso, desenvolvedora do sistema operacional Android, mas também pelas fabricantes dos aparelhos e até por operadoras de telecomunicações.

A Google vai poder fazer mudanças mais profundas na base do sistema, o que significa alterar muito mais do que apenas elementos de segurança

Além de updates que envolvem a versão do próprio sistema operacional, outras atualizações menores servem para corrigir vulnerabilidades de segurança ou melhorar o desempenho dos smartphones. Acontece que agora, segundo foi flagrado por alguns usuários do Fórum do XDA, algumas linhas de código encontradas no Android sugerem que a Google pode passar a realizar esses updates diretamente através de mecanismos da própria empresa.

O que muda?

Com isso, a Google vai poder fazer mudanças mais profundas na base do sistema, o que significa alterar muito mais do que apenas elementos de segurança. Para os fabricantes, vai ficar somente o cargo de avisar os usuários sobre as atualizações por meio de notificações OTA

Isso certamente deixa as empresas que produzem os smartphones em estado de atenção, pois a ação permitiria que a Google realizasse alterações como quisessem nas versões “personalizadas” do Android que cada fabricante usa e, pior ainda, algumas mudanças podem afetar o funcionamento do sistema operacional, causando um grande prejuízo para as companhias e para seus clientes. A Google não se manifestou em relação ao que foi descoberto.

Cupons de desconto TecMundo: