iPhone X marcou uma reformulação no design do principal produto da Apple, com a retirada do botão com sensor biométrico e a adição da nova tela OLED, que ocupa quase toda a frente do aparelho. Mas vários comentários de analistas e fontes próximas da indústria mostram que a empresa já deve estar trabalhando em outra grande mudança para o smartphone.

De acordo com a agência Bloomberg, a companhia está testando o desenvolvimento de iPhones com tela flexível e que podem ser controlados sem a necessidade de tocar no visor. A possibilidade de um iPhone dobrável não é nova e já foi citada anteriormente por outras fontes, com analistas do mercado estimando que um modelo do tipo deve chegar às mãos dos consumidores nos próximos três anos.

Analistas estimam que um modelo com tela flexível deve chegar às mãos dos consumidores nos próximos três anos.

Já a nova forma de interagir com o conteúdo da tela deve ser anunciada em cerca de dois anos, caso a companhia realmente prossiga com o desenvolvimento. A ideia é que seja possível executar alguns comandos apenas movendo o dedo no ar, sem precisar encostar no smartphone.

A matéria não dá mais detalhes de como isso irá funcionar na prática, mas diz que a tecnologia estaria embutida na tela em vez de depender de sensores que ficam nas bordas ou no entalhe superior do aparelho. Ambas as inovações ainda estão em fases iniciais de testes e uma porta-voz da Apple se recusou a comentar os rumores.

Os modelos de iPhone que serão lançados neste ano devem receber mudanças menos impactantes. A Apple deve anunciar um modelo maior, com 6,5 polegadas, além de uma versão menor e mais barata, com tela LCD.

Cupons de desconto TecMundo: