Galaxy S9 acabou de ser lançado pela Samsung na MWC 2018, que aconteceu em Barcelona na semana passada, mas alguns problemas no dispositivo já incomodam alguns usuários. Primeiramente foram reclamações sobre o uso do botão que ativa a Bixby, a assistente virtual do smartphone. Pode ser mesmo uma questão de gosto e de adaptação, mas outra coisa está recebendo muitas reclamações: a posição do sensor de impressão digital.

Apesar desse posicionamento polêmico, o sensor trouxe melhorias que agradaram os consumidores, como a maior praticidade para registrar sua digital no aparelho

Muitos consumidores que adquiriram o Galaxy S9 reclamaram da posição do leitor biométrico do aparelho – que está um pouco mais baixo nesse modelo do que eu seu antecessor, o Galaxy S8. Pessoas que possuem a mão um pouco maior que a média relatam que é desconfortável usar o sensor, especialmente no Galaxy S9+, que um dispositivo ainda maior.

a

Mudou por quê?

Mesmo com os diferentes smartphones posicionando seus sensores em locais diversos – o que é bem normal e as pessoas acabavam se acostumando –, o caso do Galaxy S9 parece um pouco mais problemático (ou as pessoas acabam pegando mais no pé nesses casos). Não se sabe o motivo pelo qual a Samsung fez essa mudança, visto que os dispositivos anteriores pareciam comtemplar mãos de todos os tamanhos.

Apesar desse posicionamento polêmico, o sensor trouxe melhorias que agradaram os consumidores, como a maior praticidade para registrar sua digital no aparelho. A precisão também está mais alta, o que eleva o grau de segurança do sistema todo, mantendo o seu smartphones muito mais seguro do que anteriormente. Quanto ao local do leitor, não há muito o que fazer além das pessoas com mãos maiores acostumarem – e torcer para a Samsung levar isso em consideração em seus próximos lançamentos.

Cupons de desconto TecMundo: