2017 terminou disputado no top 5 das maiores fabricantes de smartphones

2 min de leitura
Imagem de: 2017 terminou disputado no top 5 das maiores fabricantes de smartphones
Avatar do autor

O ano de 2017 terminou com as três primeiras posições intocadas no ranking das maiores empresas de smartphone do mundo. A Samsung continua reinando soberana enquanto a Apple vem em segundo, com a Huawei se consolidando como a terceira força global do setor, por vezes até mesmo ameaçando a vice-colocação da Maçã.

Outra que consolida o seu caminho é a Oppo, que terminou o ano novamente na quarta posição. Fechando o top 5, porém, temos uma novidade: a Xiaomi. Considerada por muitos como a “Apple chinesa”, a empresa de Pequim havia ficado de fora das cinco primeiras posições em 2016, quando o quinto posto foi ocupado pela chinesa Vivo.

Este ano, porém, a Xiaomi apresentou um crescimento bastante significativo, aumentando a sua fatia de mercado em nada menos do que 74,5%: atualmente, ela domina 6,3% do setor, enquanto terminou 2016 com somente 3,6%. Com isso, ela encurtou a distância tanto para a Oppo quanto para a Huawei.

IDC

A Oppo e a Huawei também apresentaram crescimento: 12% e 9,9%, respectivamente. As duas empresas começam com uma fatia que corresponde a 7,6% e 10,4% do mercado, com a Huawei se aproximando bastante da Apple. A Maçã começa 2018 com uma fatia de 14,7%, apenas 0,2% maior do que no início de 2017.

Como ressaltou o TargetHD, o top 5 das fabricantes de smartphone foi mais agitado do que indicava em 2017. Diante desses números, é possível até mesmo sugerir que 2018 pode terminar com a Xiaomi ultrapassando a Oppo e se consolidando de vez na quarta colocação, enquanto o duelo entre Huawei e Apple deve acirrar ainda mais.

Huawei vs Apple

Se analisarmos os dados a partir de 2015, é possível apostar em algumas situações para este ano. A Huawei terminava aquele ano embalando 107 milhões de unidades enquanto a companhia fundada por Steve Wozniak e Steve Jobs produziu 231,5 milhões de smartphones — 124,5 milhões a mais do que a rival.

IDC

Já o ano de 2016 terminou com a Apple fabricando 215,4 milhões de iPhones contra 139,3 milhões de dispositivos feitos pela Huawei, reduzindo a diferença para 76,1 milhões de unidades. O ano passado chegou ao fim com a Huawei produzindo 153,1 milhões de unidades contra 215,8 milhões da Maçã, reduzindo a distância entre ambas para apenas 62,7 milhões.

Isso significa dizer que a vantagem da Apple em relação à Huawei caiu em 50,3% em apenas dois anos, uma diferença bastante significativa especialmente para uma empresa famosa por suscitar muito mais apelo pela marca junto a seus clientes. Tudo isso para dizer que, se a Samsung continua reinando tranquilamente na primeira posição já há alguns anos, as demais colocações podem ver novos ocupantes ao final de 2017.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
2017 terminou disputado no top 5 das maiores fabricantes de smartphones