De acordo com uma publicação de Adrian Kingsley-Hughes no ZDNet, o carregamento sem fio e o carregamento rápido presentes nos novos iPhones X, 88 Plus estariam prejudicando a vida útil da bateria desses aparelhos.

Segundo a Apple, a bateria desses novos celulares consegue manter até 80% da sua capacidade original nos primeiros 500 ciclos. Esses ciclos representam essencialmente a quantidade de vezes que você gastou 100% da carga da bateria. A contagem é realizada mesmo quando você não deixa o celular descarregar totalmente. Aquele restinho que sobrou para chegar a 0% é adicionado na contagem do próximo ciclo, e assim por diante.

iPhones anteriores, como o 6 Plus, tinham uma bateria bem mais duradoura, capazes de manter os 80% de capacidade original em até 800 ciclos

Hughes comenta que iPhones anteriores, como o 6 Plus, tinham uma bateria bem mais duradoura, capazes de manter os 80% de capacidade original em até 800 ciclos. De qualquer forma, quando o aparelho ultrapassa essa marca, quer dizer que a bateria já está desgastada, e os novos modelos têm um limite bem menor que os anteriores.

Por conta disso, ele resolveu verificar a contagem de ciclos já utilizados na bateria de seu iPhone 8 Plus. “Ele esteve comigo por menos de quatro meses e eu fiquei horrorizado ao saber que já tinha gasto 82 ciclos”, escreveu Hughes. Ele conta ainda que, quando o celular completou quatro meses fechados em sua mão, a contagem chegou a 91, essencialmente, um quinto da vida útil da bateria já tinha se esgotado.

Coconut BatteryContagem realizada com o Coconut Battery para macOS

Fazendo as contas sem considerar o desgaste gradual, Hughes espera que, em 20 meses, o celular alcance 455 ciclos. Na prática, entretanto, ele projeta algo pior. “Minha expectativa realista é de que a bateria dentro do meu iPhone bata a marca de 500 ciclos em cerca de 18 meses de uso”, explica.

Minha expectativa realista é de que a bateria dentro do meu iPhone bata a marca de 500 ciclos em cerca de 18 meses de uso

Hughes, que trabalha em um veículo focado em tecnologia, ainda relatou que não utiliza o iPhone 8 Plus continuamente, uma vez que precisa testar novos celulares e remove seu chip SIM do aparelho em questão com frequência. O jornalista ainda explica que conversou com outros usuários dos iPhones X, 8 e 8 Plus e descobriu que todos estão mais ou menos na mesma situação.

Sua conclusão para tudo isso é de que a conveniência do carregamento sem fio e do carregamento rápido estão sendo utilizados pela Apple para mascarar o fato de que a bateria nesses novos iPhones possuem uma vida útil consideravelmente menor que a de seus antecessores. Além disso, ele suspeita que a contagem de ciclos esteja sendo acelerada por conta desses processos de carregamento mais práticos. Você acha que essa realmente é a intenção da Apple? Compartilhe sua opinião conosco na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: