Sabe quando a aula é meio chata e você dá aquela disfarçada para pegar o smartphone e ve as redes sociais ou mensagens recebidas? Na França, essa prática será totalmente proibida, ao menos se você tiver menos de 15 anos.

Segundo o jornal The Guardian, o país europeu vai adotar muito em breve uma regra que proíbe o uso do celular na escola por alunos menores de 15 anos — idade na qual o aluno passa para o chamado "ensino secundário" no país. As crianças até podem levar o aparelho, mas não deve ser utilizado nem mesmo durante os intervalos.

A medida é uma promessa de campanha do atual presidente, Emannuel Macron, que está no cargo há menos de um ano. O ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer, confirmou que o controle começa já em setembro de 2018, quando começa o próximo ano letivo. Segundo ele, o uso de aparelhos móveis até é necessário em momentos de urgência ou até para ensino, mas ele deve ser controlado de alguma forma.

Deu briga

Por outro lado, o sindicato dos professores na França não ficou nada feliz com a imposição e acredita que a proibição não será efetiva. "O novo anúncio do ministro nos deixa em dúvida, pois não compreendemos qual é a verdadeira questão aqui", afirmou a entidade ao jornal. Alunos consultados também estão um pouco céticos sobre o assunto — e não devem obedecer o aviso de primeira. Não há qualquer informação até o momento sobre como isso vai funcionar, se os estudantes pegos serão punidos ou terão os aparelhos apreendidos.

E você, acha que algo do tipo precisa ser feito no Brasil? Deixe a sua opinião nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: