Uma patente da LG divulgada hoje (8) pelo LetsGoDigital indica que a fabricante coreana poderia implementar um leitor de íris noLG G7 mais avançado que o encontrado atualmente no Galaxy S8. O dispositivo da empresa conseguiria identificar as caraterísticas da íris do usuário, mas também usaria o movimento do olho para fazer o desbloqueio. Isso faria com que fotografias impressas em infravermelho não pudessem enganar o leitor de íris do celular da LG.

Testes com esse tipo de impressão já conseguiram enganar os leitores biométricos do Galaxy S8 e também o Face ID do iPhone X. Isso porque as fabricantes desses aparelhos não consideram a possibilidade de movimentação do olho do usuário como forma de identificar se o celular está mesmo olhando para uma pessoa ou para uma fotografia bem elaborada.

lg g7

Variações na luminosidade da tela do G7 para fazer com que a pupila dos usuários se dilate ou se contraia

Pelas imagens da patente, parece que a LG também usaria variações na luminosidade da tela do G7 para fazer com que a pupila dos usuários se dilate ou se contraia e, com isso, coletar mais informações biométricas. Dessa maneira, o celular teria parâmetros para identificar os olhos de seu dono tanto em ambientes claros como nos escuros.

Como se trata de uma patente de uma grande empresa de tecnologia, não há como afirmar com segurança que o próximo top de linha da empresa já deve trazer essa novidade — apesar de provável neste caso. É possível que o sistema da coreana ainda esteja em seus estágios iniciais de desenvolvimento, e talvez não haja tempo suficiente para implementar isso no G7, que deve ser apresentado oficialmente no fim do primeiro trimestre de 2018, entre fevereiro e março.

Nesse mesmo período, a Samsung deve lançar no mercado o Galaxy S9, e existe a possibilidade de a empresa trazer alguma novidade no que diz respeito à biometria por pressão da concorrência. Dessa forma, um recurso como esse na manga da LG poderia destacar o G7 frente ao vindouro Galaxy S9.