O TecMundo já noticiou que a chinesa BOE estaria de olho no mercado do iPhone X e estaria fazendo de tudo para convencer a Apple a abandonar a Samsung como sua fornecedora de telas OLED. A BOE pretende assumir o lugar da coreana e estaria investindo bilhões de dólares em suas linhas de produção para garantir que a demanda da Maçã seja 100% atendida. No fim do mês passado, os rumores eram de que a BOE estaria de olho em suprir os componentes do iPhone X, mas as informações mais recentes apontam para um interesse no “iPhone X Plus”.

A dimensão dos rumores acredita que a Apple vai lançar uma versão maior do atual iPhone X, para fazer novamente aquela dupla de smartphones: um pequeno comum e um grande “plus”, como a companhia vem fazendo há alguns anos. Espera-se que este celular chegue ao mercado em algum momento de 2018, mas ainda não se tem informações mais concretas sobre ele. Por isso, existe a possibilidade de este rumor ser infundado.

Mercado OLED

Seja como for, o reinado da Samsung na produção e comercialização de telas OLED está começando a ser ameaçado. A coreana largou na frente de todas as concorrentes nesse segmento e, por isso, já conseguiu aperfeiçoar a produção dessas telas há algum tempo. As tentativas da LG, por exemplo, em migrar para a tecnologia OLED não têm sido muito bem recebidas pelos consumidores, sendo que o LG V30 e o Pixel 2 XL — ambos fabricados pela LG — foram duramente criticados por problemas no display.

Fabricantes de telas OLED da China poderiam ter cerca de 35% desse segmento até 2022, contra os 7% do que possuem hoje

No momento, a Samsung domina esse segmento, mas, em cinco anos, a participação de mercado da companhia pode cair. Segundo uma pesquisa de mercado da IHS Markit, as fabricantes de telas OLED da China, como a BOE, poderiam ter cerca de 35% desse segmento até 2022, contra os 7% do que possuem hoje.

A Samsung ainda seria a líder nesse cenário, e deve continuar nessa situação por um bom tempo, considerando o tamanho da sua capacidade produtiva, tecnologia mais avançada e bolsos mais fundos para investir em novidades. Isso porque, caso a Samsung considere a BOE uma verdadeira ameaça, a coreana certamente consegue esbanjar alguns bilhões e voltar a uma posição confortável.

Cupons de desconto TecMundo: