Como muitos fãs de tecnologia já devem saber perfeitamente bem, a plataforma móvel da Microsoft já é considerada “morta” por boa parte do público há um tempo considerável. Mas parece que agora a própria gigante de Redmond resolveu admitir isso, dizendo que não tem mais planos de investir em novidades para o mercado relacionadas ao Windows 10 Mobile.

A confirmação, vale notar, veio do próprio vice-presidente corporativo da empresa, Joe Belfiore. Em um tweet, o figurão admitiu que novas funções ou hardware para o sistema “não são o foco”; no entanto, ele ao menos garantiu que a plataforma vai continuar a receber suporte básico, com correções de bugs e atualizações de segurança.

“É claro que nós vamos continuar a dar suporte à plataforma... correções de bugs, atualizações de segurança, etc. Mas construir novas funções/hardware não é o foco.”

Mesmo admitindo tudo isso, Belfiore ainda avisa que a decisão não foi por falta de esforço da companhia. Quando questionado sobre a falta de sucesso do Windows 10 Mobile pela falta de aplicativos para a plataforma, o VP da Microsoft avisou que a companhia dedicou enormes esforços para atrair o desenvolvimento de apps para eles. O problema? “O volume de usuários é muito baixo para a maioria das companhias investirem”, explicou.

“Nós tentamos BASTANTE incentivar os desenvolvedores de apps. Pagamos dinheiro.. escrevemos apps para eles... Mas o volume de usuários é baixo demais para a maioria das companhias investir.”

Considerando que um número enorme de empresas e aplicativos dos maiores do mercado está deixando o Windows 10 Mobile (muitas, inclusive, partindo ainda nos tempos do Windows Phone), é difícil dizer que tudo isso é uma surpresa. Mas se isso quer dizer que a Microsoft quer abandonar o mercado mobile? Nem de longe: como o próprio Bill Gates disse recentemente, a empresa ainda tem muitos aplicativos nas outras plataformas – o que deve se tornar um foco cada vez maior com o avanço do mercado.

Cupons de desconto TecMundo: