O cocriador do Android Andy Rubin pegou todo mundo de surpresa ao apresentar ao mundo o Essential Phone em maio deste ano. O aparelho é modular, tem um design arrojado que esbanja estilo e discrição e traz configuração de ponta, chamando a atenção de investidores e do público.

Contudo, apesar de feito de cerâmica e titânio, o Essential Phone não é exatamente simples de ser desmontado. Quem mostra isso é o site iFixit, especializado em vasculhar as entranhas de portáteis a fim de ver tudo por dentro e avaliar também o quão simples (ou não) é realizar reparos em um gadget.

Essential Phone é um dos aparelhos mais bonitos do ano, mas também um dos mais trabalhosos para serem desmontados.

A intenção de seus criadores era exatamente criar uma peça única, que funciona de maneira única, e parece que eles conseguiram. Desmontar o Essential Phone é bem difícil e foi impossível fazer isso sem quebrar a tela, por exemplo, ressaltando que fazer algum conserto que demande abrir o dispositivo será um tanto complicado.

Além de difícil de desmontar, o gadget traz outras características que dificultam reparos simples.

Detalhes especiais nesse sentido são vistos também na entrada USB-C presente no Essential Phone: ela fica acoplada diretamente à placa mãe do dispositivo, o que dificulta ainda mais a sua substituição em caso de dano. A combinação de todos esses e outros detalhes fez com que o iFixit desse a incrível nota 1/10 no quesito “reparabilidade”.

Cupons de desconto TecMundo: