O Galaxy J5 Prime chegou para substituir o J5 Metal do ano passado como a aposta da Samsung para atrair o público que busca um aparelho bom por menos de R$ 1 mil. O smartphone até chega com algumas melhorias com relação à geração anterior, mas também apresenta algumas falhas graves, que podem incomodar bastante os usuários.

Agora que já passamos alguns dias com o dispositivo e detalhamos todos os seus aspectos principais na nossa análise completa – que você pode conferir clicando aqui –, podemos listar as forças e fraquezas dele. Se você está curioso para saber mais sobre o J5 Prime antes de decidir se ele vale ou não a pena, então é conferir a nossa lista com os cinco principais prós e contras do celular.

Pró 1: leitor de digitais

O leitor de digitais do Galaxy J5 Prime fica na posição mais tradicional para esse tipo de sensor, que é na frente do aparelho. Além de ser fácil de alcançar, ele funciona com rapidez tanto para registrar os dedos quanto para desbloquear o dispositivo. Mesmo que já existam alguns concorrentes aqui no Brasil que também trazem a biometria nessa faixa de preço, eles ainda são minoria.

Pró 2: design elegante e funcional

Com a frente inteira em vido e o resto do corpo em alumínio, o Galaxy J5 Prime tem um visual mais elegante que o do seu antecessor direto. O aparelho não tem câmeras protuberantes ou outros elementos que causem qualquer desconforto visual. Além disso, a pegada do celular é confortável e as dimensões dele facilitam a utilização com uma mão só.

Pró 3: boa qualidade de construção

Além de elegante, o corpo em metal escovado do smartphone consegue ser rígido e liso sem ser escorregadio. O aparelho passa a sensação de que não deve sofrer muitos danos mesmo se sofrer algumas quedas – só não abuse da sorte.

Pró 4: armazenamento bom e expansível

O Galaxy J5 Prime vem com 32 GB de armazenamento interno, o que já é uma melhora considerável em relação ao 16 GB do modelo do ano passado. E se mesmo isso não for o bastante para você guardar todas as suas fotos, músicas e apps, o celular aceita cartões micro SD de até 256 GB.

Pró 5: dual-SIM verdadeiro

Diferentemente de muitos aparelhos rivais e até de alguns da própria Samsung, o Galaxy J5 Prime tem espaços separados nas suas bandejas para dois cartões nano SIM e para um micro SD. Isso permite que você use dois chips de operadora e expanda a memória interna ao mesmo tempo, sem ter que escolher entre uma coisa ou a outra.

Contra 1: desempenho fraco

Os 2 GB de RAM e o processador quad-core do J5 Prime não são o suficiente para garantir que o celular tenha um bom desempenho o tempo todo. Por mais que o dispositivo consiga lidar bem com apps de mensagens e os aplicativos do sistema, é só abrir o Facebook e ele já vai começar a sofrer com alguns engasgos. Games um pouco mais pesados, então, simplesmente não rodam bem.

Contra 2: Android Marshmallow com TouchWiz antiga

A Samsung não apenas lançou o J5 Prime ainda com o Android Marshmallow, mas não trouxe para o aparelho a mesma interface melhorada do sistema que levou para a linha Galaxy A de 2017. Por isso, quem comprar o dispositivo vai ter que lidar com a mesma TouchWiz pesada que os smartphones mais antigos da empresa traziam.

Contra 3: tela com resolução HD

Por mais que o celular não venha com uma das excelentes telas Super AMOLED da Samsung, ele ainda consegue fazer um trabalho aceitável na reprodução de cores, nível de contraste e brilho. Mesmo assim, a resolução da tela ainda é apenas HD, enquanto os principais concorrentes na mesma faixa de preço já estão trazendo displays Full HD – como é o caso do Moto G5, por exemplo.

Contra 4: câmera frontal ruim e traseira apenas OK

A câmera traseira de 13 MP consegue produzir imagens com boa resolução em ambientes iluminados, mas objetos com cores mais leves tendem a ficar meio esbranquiçados nas imagens. O resultado é bom para postar nas redes sociais, mas não para muito mais que isso. No caso de lugares escuros, as fotos acabam ficando meio granuladas.

Já a câmera frontal só consegue bons resultados se você estiver sob luz solar. Ambientes internos acabam gerando fotos cheias de ruídos mesmo quando tiverem bastante luz e lugares escuros acabam não saindo bem nas fotos de jeito nenhum. Nem o flash frontal ajuda muito nesse caso.

Contra 5: preço incompatível com o hardware

Considerando o desempenho fraco e o resto dos pontos negativos, o preço de R$ 999 que a Samsung está cobrando pelo Galaxy J5 Prime simplesmente não vale a pena pro que é oferecido. Pelo mesmo valor, é possível encontrar aparelhos melhores em praticamente tudo, como é o caso do Moto G5 e do Lenovo Vibe K6 Plus, entre outros. Mesmo que a empresa ofereça algum desconto, ainda vale mais a pena investir em outro smartphone.

-----

E aí, o que você achou dos prós e contras do Galaxy J5 Prime? Mande sua opinião nos comentários abaixo e aproveite para dar uma olhada nos links a seguir se quiser encontrar o aparelho com preços legais.

Opções de compra

Melhores ofertas do Samsung Galaxy J5 Prime 2017:

Cupons de desconto TecMundo: