Por mais seguros que sejam nossos aparelhos hoje em dia, nenhum deles está livre de defeitos perigosos, e o caso de um incidente envolvendo um morador do Wisconsin e seu iPhone 4S são boa prova disso. Segundo os dados de um processo feito pela companhia de seguros norte-americana State Farm, uma falha ocorrida no smartphone resultou em um incêndio que trouxe danos para a vítima, Xai Thao.

O caso em si teria ocorrido no início de 2016. De acordo com a seguradora, o iPhone entrou em combustão por culpa de um curto em sua bateria, que nunca teria sido trocada ou modificada. O incêndio, por sua vez, teria resultado em um prejuízo de mais de US$ 75 mil, e mesmo que a companhia tenha compensado os danos, a cobertura foi apenas parcial; assim, ele ainda teve que pagar parte dos reparos de seu próprio bolso.

Confira abaixo um trecho do processo, explicando o ocorrido em detalhes:

“Em 1 de abril de 2016, o iPhone falhou, começando um incêndio na casa de Thao. Investigações preliminares mostram evidências de um evento significativo e localizado de aquecimento na área da bateria do iPhone bem como restos de um curto interno, indicando que uma falha interna da bateria do iPhone causou o incêndio.”

A boa notícia é que, como praticamente não houveram casos de falhas como essa nos seis anos desde que o iPhone 4S foi lançado, esse é um caso isolado. Logo, você não precisa temer que seu smartphone entre em chamas, caso use um aparelho igual. Mesmo assim, exemplos como esse – ou mesmo incidentes maiores como do Galaxy Note 7 – mostram que, infelizmente, problemas com nossos dispositivos podem acontecer quando menos esperamos.

Cupons de desconto TecMundo: