A bateria é um problema típico dos portáteis de nossa era e, quando falamos de iPhone, muita gente acredita que a situação é ainda mais complicada. Pensando nisso, a Apple teria feito um acordo para que a LG Chem seja a fornecedora exclusiva de baterias do iPhone a ser lançado em 2018 — provavelmente o “iPhone 9”.

O destaque aqui seria o fato de as baterias do aparelho terem um formato em L, o que permite aumentar o tanque sem ganhar em espessura. Assim, a quantidade de mAh oferecida pela bateria seria maior, mas ainda assim o componente garantiria a possibilidade de criar um iPhone quem sabe até mais fino se comparado com o lançamento deste ano, previsto para setembro.

Analistas do J.P. Morgan afirma que as novas baterias em L podem dar as caras já neste ano, com o iPhone 8. Elas garantiriam uma capacidade de 2.700 mAh, 30% maior em relação ao iPhone 7 e quase os mesmos 2.900 mAh oferecidos pelo iPhone 7 Plus.

Por que a LG?

Os problemas da Samsung com as baterias do Note 7, que simplesmente explodiam, levaram a rival sul-coreana a investir pesado em sua divisão de baterias. Com isso, a companhia promete fabricação em larga escala já para o próximo ano, chamando a atenção da Apple. Dessa maneira, apesar de o acordo de exclusividade entre as duas companhias ainda não passar de rumor — a notícia foi veiculada pelo site sul-coreano Korea Economic Daily—, a sua existência faz bastante sentido.

Esse conjunto de rumores aponta ainda para que todos os iPhones de 2018 tenham tela OLED. Essa possibilidade não é nova, porém, se olharmos a imagem da J.P. Morgan aqui em cima, é possível notar que as baterias em L serão aplicadas somente aos dispositivos com essa tecnologia de display (como se espera que seja o iPhone 8).

Cupons de desconto TecMundo: