O iPhone 8 deve ser anunciado apenas em setembro, mas algumas fabricantes chinesas “alternativas” já colocaram as suas máquinas para funcionar e lançaram clones do aparelho. Um desses gadgets foi parar nas mãos do autor do canal EverythingApplePro, do YouTube, e ele fez um unboxing bem revelador sobre como esses falsificadores estão ficando cada vez mais profissionais.

A prática não é nova e, antes de começar a desencaixotar o aparelho em si, o autor do vídeo mostra algumas versões mais antigas do gadget que já tiveram modelos falsificados analisados. O interessante aqui é que não se trata de uma empresa que vende uma simples cópia do iPhone, mas um tipo de comércio que visa enganar o consumidor ao fazê-lo acreditar que o aparelho é um iPhone de fato.

Para começar, a caixa que reveste o aparelho é perfeita, muito bem embalada e sem qualquer indício de falsidade. Isso dá uma sensação de legitimidade ao gadget, colaborando para a eficácia do golpe especialmente sobre os mais desavisados.

Ao menos fora da caixa, o iPhone fake é igual ao original.

Tirando da caixa

Ao retirar o aparelho da caixa, porém, a falsificação começa a ser tornar mais evidente. Isso porque a cor do aparelho não é tão viva quanto à de um original, o material empregado na construção do dispositivo é de baixa qualidade e, sobretudo, o estilo do gadget revelado pelos detalhes é totalmente diferente daquilo que se concebe para o iPhone 8.

Apesar de a versão falsificada não contar com botão Home físico, ela traz bordas grossas e arredondadas que mais se assemelham a um aparelho mais antigo da Samsung do que a um feito pela Apple. Alguns detalhes, como a cor da marca impressa na parte traseira também ajuda a entregar a cópia mal feita.

Na parte de dentro

Em vez do iOS, os aparelhos falsificados costumam trazer um Android equipado com uma skin para se parecer com o sistema da Apple. E o sistema é copiado também nos mínimos detalhes, com ícones e interface das telas de configurações reproduzidas com bastante fidelidade. Obviamente, porém, por não se tratar de um iOS, não será possível instalar aplicativos da App Store.

No vídeo (mesmo para quem não fala inglês) é possível notar nos mínimos detalhes todas as diferenças entre o iPhone fake e um iPhone verdadeiro. De qualquer maneira, vale lembrar que você jamais vai pagar um preço baixo em um iPhone novo, especialmente na época do seu lançamento. Isso por si só já deveria denunciar um aparelho falsificado, mas ficar de olho em alguns aspectos do design vai matar de vez a questão, então, fique atento.

Cupons de desconto TecMundo: