Segundo informações divulgadas pela TrendFocus, em questão de aproximadamente dois anos o mercado comercial de discos rígidos deve passar a oferecer opções de até 18 TB aos consumidores comuns. Isso deve se tornar possível graças à possibilidade de eliminar componentes que separam as placas usadas em componentes do tipo, o que permitiria usar uma quantidade maior delas.

Para isso, é essencial o uso da tecnologia que sela os discos rígidos com hélio e evita a ocorrência de fricção entre as placas utilizadas. A TrendFocus afirma que cada componente utilizado pode ter capacidade total de 1,5 TB usando a solução atual de gravação magnética perpendicular (PMR), enquanto a tecnologia magnética em telhas (SMR) pode aumentar em até 30% a capacidade total dos componentes.

O tamanho dos discos rígidos deve continuar aumentando nos próximos anos

O relatório divulgado pela companhia afirma que drives de 14 TB devem começar a ser vendidos em 2017, enquanto em 2020 já vai ser comum encontrar opções com até 20 TB de capacidade. Os principais beneficiados com essa evolução devem ser os centros de dados espalhados pelo mundo, que se tornam cada vez mais importantes conforme vários serviços passam a depender da nuvem (ou migrar totalmente para ela).

Qual a capacidade de seu disco rígido? Comente no Fórum do TecMundo