Os discos rígidos de armazenamento atuais são coisa do passado — ao menos para a Google. De acordo com a gigante, é necessário sair em busca de novas soluções e tecnologias para esses componentes, especialmente no caso de uma empresa que lida com data centers imensos.

Em um texto publicado no Google Cloud Platform Blog, a companhia afirma que estamos em uma hora de armazenamento baseado na nuvem, expressando o desejo de mudar radicalmente o design dos drives atuais. Ela indica que vai buscar soluções físicas, como drives maiores e mais complexos serão visados, além de pequenas mudanças no firmware.

O que vale no futuro

Segundo a Google, a ascensão da nuvem significa que os discos rígidos tradicionais serão mais usados como parte de serviços maiores em data centers. Assim, é necessário otimizar coleções inteiras de discos, em vez de uma única unidade de um servidor.

É curioso como a empresa está disposta até mesmo a utilizar componentes que tenham mais chances de perder memória — afinal, ela não estará armazenada só fisicamente por lá. Esse seria um sacrifício na busca por outras qualidades: custo, desempenho, capacidade de armazenamento e eficiência do sistema.

Quais serviços de nuvem você usa? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: