Provavelmente o serviço de torrent não é algo obscuro para você, leitor do TecMundo. Mas você sabia que existe uma empresa que utiliza a estrutura de transmissão de dados para efetuar transações financeiras – e de forma totalmente legal.

A Zopa, localizada em Londres, é uma empresa que opera uma plataforma de empréstimos P2P: uma pessoa coloca dinheiro em outra empresta de forma direta, sem a necessidade de um banco para efetuar a transação. Isso reduz as taxas e possibilita que pessoas que, por algum motivo, não tenham uma conta em banco possam emprestar dinheiro.

Completando 10 anos de existência em 2015, a Zopa tem motivos de sobra para comemorar: a companhia vai ultrapassar a marca de 1,5 bilhão de dólares em operações no seu "torrent bancário" em 2015.

Os 859 milhões de dólares já emprestados pela empresa são mais do que o dobro do registrado no ano de 2014 inteiro, e a expectativa, segundo o CEO da empresa, Giles Andrews, é atingir a marca dos 2 bilhões até o final do ano que vem – um crescimento impressionante para uma empresa que levou 10 anos para chegar no primeiro bilhão.

Pioneira em empréstimos P2P

Quando foi criada, em 2005, a empresa foi a primeira a oferecer este tipo de serviço. A simplificação da operação permite que as pessoas emprestem dinheiro com taxas menores do que as cobradas pelos bancos, o que dá algo em torno de 5% ao ano.

Com presença forte no Reino Unido, as estatísticas mostram que o montante total transacionado através da Zopa saiu de 61 mil "emprestadores" para 146 mil tomadores de empréstimo.

O retorno em juros para o pessoal que cedeu a grana chega a quase 90 milhões de dólares – nada mal para uma plataforma baseada no que os ingleses chamam de "empréstimos não seguros".

O que você acha de empréstimos P2P? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: