(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Uma equipe de cientistas da South Dakota School of Mines and Technology apareceu recentemente com um novo código de segurança que deve dificultar a vida dos falsificadores de dinheiro. Trata-se de um código QR especial composto por nanopartículas e tintas fluorescentes azul e verde.

O composto é impresso com o auxílio de ferramentas computadorizadas (CAD) e pode ser colocado sobre várias superfícies, como papel, filme plástico e vidro, utilizando um aerosol — conforme reportou a agência de notícias AFP. O código pode ser visto apenas com a utilização de lasers próximos ao infravermelho.

De acordo com os desenvolvedores, as nanopartículas absorvem fótons com comprimento de onda não visível para, em seguida, emiti-las de forma perceptível para o olho humano. Isso faz com que o selo de segurança salte à vista, podendo ser então escaneado.

Embora códigos QR não representem nada de realmente novo — podendo, atualmente, ser interpretados por uma série de gadgets —, a integração de nanopartículas ao processo é um salto tecnológico óbvio. E também deve ser seguro: “Nós fizemos diversos testes, e tudo indica que a tinta é bastante durável”, disse o líder do projeto, Jon Kellar, ao referido site.

Fonte: AFP

Cupons de desconto TecMundo: