A definição de casamento está mudando aos poucos e os casais apaixonados de diversas partes do mundo e diferentes orientações sexuais e identidades de gênero estão ganhando os mesmos direitos civis que casais heterossexuais já tinham há séculos.

Para refletir essa mudança, um dos dicionários mais vendidos do Brasil, o Michaelis, da Editora Melhoramentos, alterou o verbete que descrevia a palavra “casamento”.

A motivação para a alteração foi uma petição online criada no site Change.org pelo paulista Eduardo Santarelo, que notou que a definição da palavra ainda era descrita na publicação como “união legal entre homem e mulher, para constituir família” e “união legítima entre homem e mulher”.

Resposta da empresa

Após a manifestação, Breno Lerner, o diretor da Editora Melhoramentos, declarou que os dicionaristas da empresa elaboraram uma nova redação para o verbete e agradeceu a todos que assinaram a petição por alertarem sobre o tópico.

Agora, a definição da palavra não faz mais referência a gênero, apenas a pessoas. Segundo o Michaelis online, casamento é "Ato solene de união entre duas pessoas; casório, matrimônio. 2 Cerimônia que celebra vínculo conjugal; matrimônio. 3 União de um casal, legitimada pela autoridade eclesiástica e/ou civil; matrimônio".

Muito mais inclusão e amor para todos os casais apaixonados que queriam que sua união fosse reconhecida oficialmente também no dicionário.

Cupons de desconto TecMundo: