Imagem de: BrainDriver: o carro controlado pela mente

BrainDriver: o carro controlado pela mente

1 min de leitura
Avatar do autor

Fonte da imagem: Reprodução/YouTube

Esta semana, Raul Rojas, professor da Universidade Livre de Berlim, anunciou a evolução de um projeto desenvolvido por sua equipe: o controle de objetos com a mente pode estar mais perto do que se imaginava até agora. Já é possível dirigir um carro sem tocar no volante, apenas por meio de sensores integrados a um software instalado em um notebook.

Os estudos prometem trazer um grande impacto na ciência, já que o sistema possibilita que pessoas com paralisia tenham total controle de itens à sua volta. Um tipo de capacete, equipado com sensores eletroencefalográficos, tem a função de captar as ondas cerebrais do condutor, enquanto um programa, desenvolvido especialmente para o projeto, capta os resultados, transformando-os em comandos para o carro.

O funcionamento do sistema exige que o automóvel utilizado também seja totalmente adaptado, trazendo uma série de sensores e câmeras. As informações retidas pelo capacete são transmitidas ao carro por meio de componente drive-by-wire.

Para controlar o automóvel sem correr riscos, o usuário deve realizar uma série de treinamentos, até que esteja apto a dirigir com o poder da mente. Os testes prévios também são feitos com a intenção de calibrar o programa, para que a interpretação dos padrões cerebrais seja correta.

A pesquisa está em fase de testes e os desenvolvedores afirmam que ainda existem pequenos atrasos entre o comando dado pelo cérebro e a ação tomada pelo carro. Rojas alerta que o protótipo ainda não está pronto para tornar-se um projeto comercial, porém, ele ressalta que este pode ser um grande passo para se obter um controle total de objetos por meio da mente.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
BrainDriver: o carro controlado pela mente