Em cerca de uma semana, pouco mais de 11 mil pessoas passaram a seguir o perfil de Abdou Diouf no Instagram. Talvez você não faça ideia de quem seja ele, mas isso nós podemos resolver rapidamente. De acordo com as publicações feitas na conta já mencionada, "Diouf" afirmava que estava saindo do Senegal e estava narrando a jornada até a Espanha, onde entraria ilegalmente.

O caminho era bem perigoso e Diouf teria que passar por Marrocos e cruzar o Estreito de Gibraltar em um bote. Mais ainda: ele teria pago 2.000 euros para atravessadores o levarem até lá sem os documentos legais necessários. Muitos seguidores acharam a história bem estranha, pois apesar de o senegalês não dominar a língua inglesa, utilizava muitas hashtags no idioma.

Pois não demorou para que a verdade surgisse. A conta é falsa e foi criada para promover um festival de fotografia chamado Getoxphoto, realizado no norte da Espanha — se você também não entendeu a ligação entre os fatos, pode ficar tranquilo porque realmente não faz muito sentido.

O nome "Abdou Diouf" é de um ex-presidente do Senegal e o homem mostrado nas fotos é Hagi Toure, um jogador de handebol de areia que possui cidadania espanhola. Quem está por trás de tudo é Tomás Peña, que disse ainda estar tentando fazer o que Orson Welles fez com a "Guerra dos Mundos", mas usando o Instagram em vez de uma transmissão de rádio.

Polêmicas

Apesar de ser uma história falsa, as postagens no Instagram geraram muitas polêmicas. Muitos seguidores europeus enviaram comentários agressivos e contrários à ida dele para a Europa, sendo que alguns acusavam os imigrantes ilegais de estarem acabando com a Espanha. Mesmo assim, outros tantos foram favoráveis e mandaram várias mensagens de apoio ao suposto imigrante.

Cupons de desconto TecMundo: