Pequeno, peludinho, extremamente fofo, com orelhas eretas e pontudas e chamado Pika: não, não estamos falando do pokémon favorito de Ash, mas sim do pika-de-ili, um raro mamífero redescoberto na China.

O pika-de-ili foi avistado pela primeira vez em 1983 na região da cordilheira Tian Shan, no noroeste da China. Quem descobriu o bichinho foi Li Weidong, que desde então criou uma fixação pelo animal. Isso porque descobrir espécies de insetos, aves e peixes é bastante comum, mas revelar um novo mamífero ao mundo é um evento bastante raro.

Cientificamente chamado de Ochotona iliensis, os pikas-de-ili estão em extinção: estima-se que existam menos de mil exemplares da espécie. A última vez que Weidong havia fotografado um pika-de-ili foi no começo dos anos 90. Para constar: o “Ili” do nome é a cidade-natal de Weidong.

Estima-se que existam menos de mil pikas-de-ili no mundo

“Se ele se tornar extinto na minha frente, eu vou me sentir tão culpado”, declarou Weidong à rede de televisão CNN. Ele acompanhou todo o declínio da espécie e acredita que os pikas-de-ili precisam urgentemente ser “adotados” por grupos de preservação animal. O pequeno mamífero, de cerca de 20 centímetros, foi incluído na lista de animais ameaçados, mas nada está sendo feito para mudar essa perspectiva.

Região de difícil acesso

Originalmente, os pikas-de-ili viviam a entre 3,2 e 3,4 mil metros de altitude, na encosta rochosa das montanhas geladas. Com o aumento do aquecimento global e o derretimento do gelo das montanhas, os bichinhos precisaram subir a até cerca de 4 mil metros, onde ainda existe neve permanente. Eles se alimentam de gramíneas que crescem em locais muito frios.

Apesar de extremamente fofos e com aparência de dóceis bichinhos de pelúcia, os pikas-de-ili são animais solitários e pouco “conversadores”. Assim, eles não têm a habilidade de comunicar com outros da espécie quando algum predador está se aproximando.

Li Weidong na cordilheira de Tian Shan, o habitat dos pikas-de-Ili

Coelho mágico e Pikachu

Nos trinta anos em que pesquisa os pika-de-ili, Li Weidong já organizou inúmeras excursões à região de Tian Shan. Porém, em poucas vezes o bichinho foi observado. Entre 2002 e 2003, o mamífero ganhou o apelido de “coelho mágico”, já que saltou sobre os pés de Weidong e sumiu instantes depois, sem que um registro pudesse ter sido feito. As fotos divulgadas agora foram feitas em julho de 2014, com ajuda de câmeras infravermelhas.

Existem outras espécies de pikas pelo mundo e podem ter sido elas a inspiração para o Pikachu do Pokémon. Diferente deles, o famoso personagem amarelo é extremamente popular, sendo a principal referência visual quando se fala da saga de Ash e do anime japonês.

Os pikas serviram de inspiração para criar o Pikachu. É muita fofura!

Via EmResumo

Cupons de desconto TecMundo: