Uma menina de dois anos tem protagonizado sites especializados em notícias sobre o mundo dos eletrônicos. Scarlett – que tenta a todo o custo saber o que sua mãe tem dentro da boca – é capaz de identificar o tipo de fonte utilizado por palavras. Publicado nesta semana, o vídeo acima mostra a criança nomeando diversos estilos gráficos, tais como Bodoni, Verdana, Garamond, Lovato, Baskerville e Meta.

A performance da menina é de fato notável: para que a leitura de Scarlett não fosse de alguma forma influenciada por estímulos secundários, as mesmas palavras foram escritas em cartões iguais (“the chickening” foi impresso em preto em todas as peças exibidas). Será que a garotinha já é capaz de classificar mais fontes que aspirantes a designer?

Apesar de mostrar-se como curioso, o fato retratado pelo clipe pode ser analisado de forma crítica. Em que ponto se situa a limítrofe entre conhecimento e informação? De todo o modo, o vídeo “Scarlett nomeando fontes” se tornou outro viral – o canal dos pais da criança hospeda uma série de vídeos que exibe as experiências de menina desde seus primeiros momentos fora do berço.

Cupons de desconto TecMundo: