(Fonte da imagem: Reprodução/Structural Awards 2013)

Terceiro rio mais extenso do mundo, o Yangtze desempenha um papel importante na geografia chinesa, servindo como um ponto central para a expansão da economia local. Graças a seu tamanho avantajado em alguns pontos, o governo chinês atualmente se esforça na construção daquela que já é considerada uma das pontes mais tecnologicamente avançadas do mundo, conhecida pelo nome de Taizhou.

Esta semana, o projeto da construção foi eleito o ganhador do Structural Awards 2013, que premia as maiores conquistas da engenharia mundial. Tudo isso graças ao fato de a construção ser a primeira ponte suspensa do mundo a ligar duas partes com mais de um quilômetro de comprimento usando torres de 198 metros de altura. Ao todo, foram investidos US$ 400 milhões nesse gigante que cruza uma distância superior a 6,2 quilômetros.

Tamanho apoio financeiro se deve ao fato de as fazendas ao redor do Rio Yangtze serem responsáveis por quase um terço do Produto Interno Bruto do país. Além disso, a construção se situa nas proximidades da Barragem das Três Gargantas assim como de três das 10 maiores pontes do mundo.

(Fonte da imagem: Reprodução/Structural Awards 2013)

No entanto, o local não é somente reflexo da grandiosidade chinesa, mas também dos problemas ambientes que o local enfrenta. Este ano, 16 mil porcos mortos foram encontrados boiando no rio, e não é incomum que a água se tinja de vermelho periodicamente graças a toxinas presentes no local.

Cupons de desconto TecMundo: