(Fonte da imagem: Reprodução/Ubergizmo)

Em 2011, o Japão sofreu com terremotos que resultaram em danos críticos à Usina Nuclear de Fukushima. Desde o incidente, muita radiação vaza no local e isso pode causar problemas à saúde dos japoneses de maneiras diretas e indiretas — contaminando a água e o solo, por exemplo. Agora, o governo japonês está planejando utilizar uma nova técnica para barrar os vazamentos.

Depois de muitos estudos, a nova tentativa utilizaria gelo para proteger a região da Usina Nuclear de Fukushima. O grande trunfo do sistema seria criar uma grande parede de gelo, capaz de resfriar o solo rapidamente e interromper os fluxos do vazamento radioativo ao redor da usina — lembrando que boa parte do material contaminado é líquida e o congelamento poderia mesmo ser uma saída viável.

Mais de 400 toneladas de água radioativa vazam da Usina Nuclear de Fukushima todos os dias e os planos para conter esse problema precisam ser rápidos e eficientes. Estima-se que os investimentos necessários para o projeto cheguem à marca de US$ 470 milhões — o dinheiro virá de impostos pagos pela população japonesa.

Cupons de desconto TecMundo: