(Fonte da imagem: iStock)

Após um estudo patrocinado pelo governo japonês, pesquisadores do país chegaram à conclusão de que mais de 500 mil jovens com idades entre 12 e 18 anos são viciados em internet. Cerca de 100 mil estudantes foram ouvidos pela Universidade de Nihon, que relatou que 8,1% dos entrevistados apresentavam algum sintoma relacionado ao uso excessivo de internet e tecnologias relacionadas.

Isso inclui aumento de peso, sintomas de depressão, diminuição do desempenho escolar e até mesmo trombose. Há ainda relatos de que alguns dos estudantes apresentavam problemas de sono em diversos graus diferentes. Tudo isso levou o governo japonês a pensar em diferentes métodos de combater os problemas de seus jovens, e o Ministério de Saúde, Trabalho e Bem-Estar está planejando criar “acampamentos de desintoxicação”.

Nesses acampamentos, os jovens ficariam completamente desconectados de aparelhos eletrônicos, sendo influenciados a participarem de atividades diversas, que enfatizassem as comunicações reais entre diferentes pessoas. Tudo isso deve contar com acompanhamento psicopedagógico para que os pesquisadores tenham mais detalhes sobre os adolescentes atendidos.

Segundo o site CNET, o governo japonês pretende colocar os planos de acampamentos desse tipo em prática já no próximo ano, mas ainda não há muitas informações sobre eles. Será que as crianças japonesas vão realmente contar com esse auxílio para que voltem a ter vidas mais saudáveis do que as que apresentam atualmente?

Cupons de desconto TecMundo: