Depois de muitos anos esbarrando em funcionários que eram contrários à modernização dos sistemas de registros, o FBI finalmente conseguiu implementar um método informatizado para o armazenamento de dados de entrada, revisão, aprovação e pesquisas de casos, além de informações sobre a inteligência do departamento. Ele se chama Sentinel e também vai ser responsável por uma melhor distribuição de fluxo de processos administrativos.

Tudo isso será de extrema importância para que os agentes do FBI tenham acesso mais rápido e fácil às informações necessárias para a solução de diversos casos. Em uma nota oficial, foi informado que os funcionários do Departamento Federal de Investigação dos Estados Unidos serão ouvidos para que o sistema continue sendo evoluído com o passar do tempo – e que possa agradar até mesmo aos agentes mais antigos e classicistas.

Segundo informações do The Wall Street Journal, o sistema Sentinel demorou cerca de 12 anos para ficar pronto e custou mais de 600 milhões de dólares. Vale dizer que ele não será conectado à internet comum e que há uma equipe de segurança dedicada a ele, o que deve impedir (ou pelo menos dificultar) que hackers consigam acesso às informações existentes nele.

Fonte: The Wall Street Journal

Cupons de desconto TecMundo: