Tenha cautela: nem toda cerveja serve para o cabelo (Fonte da imagem: ThinkStock)

Lavar o cabelo com cerveja parece ideia de bêbado, mas há quem diga que a prática faz bem. De acordo com a marca de cosméticos Truth in Aging, os ingredientes naturais da bebida ajudam a nutrir a cabeleira. Além das vitaminas do complexo B, as proteínas encontradas no malte e no lúpulo ajudam a restaurar cabelos danificados, enquanto que a maltose e a sacarose proporcionam um brilho maior.

Outro efeito da “loira” sobre os cabelos é o fato de que ela engrossa os fios, graças às proteínas que se acumulam sobre eles. Ideal para quem tem cabelos finos demais, a cerveja pode ser uma boa alternativa aos tônicos capilares, já que, além de mais em conta, resolve dois problemas de uma vez só: volume e brilho.

Mas calma, não vá sair por aí derramando qualquer cerveja na cabeça. O site aconselha que as pessoas usem apenas as tradicionais e feitas com flores de lúpulo. Normalmente, as cervejas comerciais possuem componentes químicos que não devem ser usados no corpo e, por isso, devem ser evitadas.

Entretanto, já estão disponíveis no mercado alguns produtos importados que aproveitam as propriedades da cerveja para agregar mais benefícios ao seu uso. Sendo assim, se você quiser mais volume e mais brilho no cabelo, pode recorrer a eles. Além disso, existem também algumas receitas caseiras disponíveis na internet, facilitando a produção do "shampoo cervejeiro".

Cupons de desconto TecMundo: