(Fonte da imagem: Reprodução/Groupon)

No Brasil, os sites de compra coletiva são uma ótima opção principalmente para quem gosta de conhecer novos restaurantes ou relaxar um pouco. Com algumas poucas exceções, é difícil ver ofertas atrativas que não envolvam sessões de massagem em algum spa ou combinações de comidas e bebidas com descontos atrativos.

Porém, a versão chilena do Groupon mostra que serviços do tipo podem ser usados para propósitos muito mais úteis. Na última quinta-feira (15 de março), a promoção principal do site oferecia a possibilidade de realizar divórcios de comum acordo pagando somente 175 mil pesos chilenos (normalmente, seriam cobrados 500 mil pesos chilenos pelo procedimento).

Por aproximadamente R$ 650, cada comprador ganha cartas de divórcio, a marcação e representação em uma audiência com um juiz e a alteração de estado civil no cartório. A exceção fica por conta da divisão dos bens e a guarda de possíveis filhos. Segundo o contrato estabelecido pelo site, essas questões devem ser resolvidas previamente pelas pessoas interessadas.

Lei recente

Embora a oferta pareça até mesmo bizarra no contexto brasileiro, vale lembrar que a lei chilena que permite o divórcio só foi aprovada em 2004. Além disso, para entrar com os papéis, é preciso estar devidamente separado há pelo menos um ano, nos casos em que há comum acordo.

Dessa forma, não é tão estranho que haja advogados interessados em lucrar com pessoas que passam dificuldade para regularizar seu estado civil. A oferta já foi encerrada pelo Groupon, tendo atraído 17 pessoas que, segundo o site, já receberam o cupom de desconto.

Cupons de desconto TecMundo: