A memory foam, também conhecida como espuma viscoelástica, é um tecido à base de poliuretano desenvolvido pela NASA em 1966 para aperfeiçoar a segurança e o conforto dos assentos das espaçonaves.

Como acontece com muitas tecnologias militares e espaciais, depois de um tempo, esse material acabou quebrando os limites dos laboratórios e invadiu as lojas. Atualmente, a presença dessa tecnologia é vista com mais facilidade na forma de travesseiros e colchões – como o testado pelo garoto no vídeo acima – com propriedades ortopédicas e terapêuticas, segundo algumas empresas do ramo.

Na gravação, o menino salta de todas as formas possíveis e imagináveis em cima da cama dos pais. Mesmo com os pulos medonhos, o colchão com espuma viscoelástica consegue absorver a maior parte do impacto. Assim, o copo com água deixado na beirada do móvel não cai de jeito nenhum.

Essa espuma possui uma combinação de viscosidade e densidade única, originada a partir da injeção de gás em uma matriz de polímeros. Com isso, o material ganhou uma propriedade muito interessante: ele pode se moldar ao corpo das pessoas, recuperando posteriormente a sua forma original sem qualquer deformação. Dependendo da temperatura em que é fabricado, o tecido se torna mais firme, porém, sem perder a maciez que proporciona a sensação de conforto.

Na década de 70, a espuma viscoelástica passou a ser adotada também em equipamentos médicos (como mesas para exames de raios X e leitos dos setores de tratamentos intensivos dos hospitais) e aparatos esportivos (principalmente em mecanismos para a proteção dos jogadores de futebol americano).

Cupons de desconto TecMundo: