(Fonte da imagem: Reprodução/University of Strathclyde)

Pesquisadores da Universidade de Strathclyde, na Escócia, estão trabalhando em uma tinta inteligente (depois do smartphone, smartTV, agora temos a “smartpaint”) capaz de detectar problemas estruturais microscópicos em grandes construções, como pontes e prédios. E o melhor: ela possui um baixo custo de produção.

A tinta é feita de nanotubos de carbono alinhados, de forma que eles sejam capazes de carregar corrente elétrica, enquanto outro produto é misturado para dar características de tinta ao composto. O monitoramento então é bastante simplificado, bastando checar a condutividade do material. Caso haja alguma alteração, isso indicaria falhas na estrutura.

De acordo com os responsáveis, não há limitações de onde essa tecnologia poderá ser utilizada, sendo que ela custará apenas 1% do valor dos processos de monitoramento atuais. Os primeiros testes com protótipos foram feitos com sucesso, e agora o próximo passo será a aplicação da tinta em estruturas maiores, como em um túnel em Glasgow, até a metade do próximo ano.

Cupons de desconto TecMundo: