Poesia em palíndromo de 224 palavras (Fonte da imagem: Reprodução/Neotarama)

Palíndromos são aquelas palavras ou frases que podem ser lidas tanto do começo para o final quanto ao contrário, continuando com a mesma sequência de letras (“ovo” ou “Socorram-me, subi no ônibus em Marrocos”, por exemplo).  Você consegue imaginar o quanto isso é difícil? Agora, para complicar, imagine isso em uma poesia de 224 palavras.

Um escritor chamado Demetri Martin fez isso. Ele conseguiu compor a obra “Dammit I’m mad”, que já é um palíndromo desde o título. O poema pode ser considerado como um dos maiores do mundo, apesar de ficar atrás de outros textos (como o que pode ser visto aqui, que não faz nenhum sentido).

Cupons de desconto TecMundo: