Sistema sendo preparado para catapultar um avião (Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

Os porta-aviões são algumas das maiores embarcações conhecidas no planeta. Isso, no entanto, não garante uma pista com tamanho suficiente para que um caça tenha espaço para decolar.

Para resolver este problema, foram criadas catapultas para aviões. Chamadas de CATOBAR (sigla para Catapult Assisted Take Off But Arrested Recovery) o sistema funciona de maneira relativamente simples:

Pistões da pista de decolagem são presos a partes especificas da aeronave (geralmente os trens de pouso, mas isso depende do caça). Estes pinos são também fixados no chão e contam com válvulas presas em uma espécie de correia.

Quando a aeronave é catapultada estas se enchem de pressão do vapor e carregam o avião, percorrendo os cerca de 330 metros da pista do porta-aviões em dois segundos e atingindo mais de 260 quilômetros por hora.

Decolando (Fonte da imagem: Military Photos)

A força desse gigantesco estilingue vem dos reatores do navio, que disponibilizam vapor de altíssima pressão para que a catapulta consiga ajudar as aeronaves “arremessando-as” no momento da decolagem.

Além disso, o sistema conta também com a colaboração de outros fatores, como um sistema que produz um fluxo de ar adicional no convés, o que ajuda na hora de se conseguir atingir maiores velocidades para a realização deste processo.

Cupons de desconto TecMundo: