(Fonte da imagem: Mark Pickthall/Tree Hugger)
Pegue todos os pisca-piscas que você usou para enfeitar sua casa neste Natal e jogue-os fora. Isso mesmo, esse tipo de decoração é coisa do passado, pois o artista britânico Bruce Munro mostrou como é que se faz para usar as luzes para deixar seu jardim ainda mais bonito.

Batizado de “Campo de Luz” (Field of Light, no original), o trabalho consistiu em instalar nada menos do que 5.250 plantas de acrílico, sendo que cada uma possuía uma pequena lâmpada no topo. Para completar a obra, cabos de fibra ótica simulavam uma rede de raízes iluminada — o que cria um belíssimo espetáculo ao anoitecer.

(Fonte da imagem: Mark Pickthall/Tree Hugger)
Segundo Munro, a inspiração para criar o jardim brilhante surgiu após observar uma flor que permanecia em uma posição bastante peculiar, como se estivesse à espera da chuva. Com isso em mente, ele desenhou vários esboços até chegar ao conceito que pôs em prática. Para ele, assim como as plantas que chamaram sua atenção, o jardim iluminado espera pela chegada da noite para que possa ser visto em todo o seu esplendor.

O curioso é que, como o próprio o artista ressalta, tudo é efêmero. Por mais trabalhoso e bonito que o Field of Light seja, ele não dura mais do que algumas horas. Geralmente, ele sobrevive somente ao anoitecer, fazendo com que as pessoas que queiram conferir o show de luzes tenham de correr contra o relógio antes de tudo apagar.

 

 

Cupons de desconto TecMundo: