Talvez você não se lembre, mas em 2007 uma cidadã norte-americana chamada Hanjuan Jin foi presa por tentar embarcar para a China com uma série de documentos confidenciais da empresa em que trabalhava. Segundo conta o BusinessWeek, ela era funcionária da Motorola e pediu demissão sem muitas explicações.

Ela entrou em acordo com o governo chinês e ia levar as informações roubadas da Motorola para os militares da China – o que fez parecer que ela tinha muitos segredos importantes. Um grande caso de espionagem, não é? A verdade é bem menos glamurosa, ainda mais quando ficamos sabendo o que eram os documentos que estavam na pasta de Hanjuan Jin.

O conteúdo foi divulgado somente nesta semana, mas não impressiona nem mesmo os mais fanáticos por histórias de espiões. O projeto mais audacioso encontrado com Jin era um dispositivo “Push-to-talk” (Aperte para falar), ou seja: walkie-talkies. Pelo menos isso é o que foi divulgado.

Cupons de desconto TecMundo: