Sobe, desce, para: é praticamente impossível imaginar nossa vida sem a existência de elevadores. Em meio ao permanente estado de urgência vivido nos centros urbanos, as cabines se tornaram mais do que indispensáveis para o transporte diário de cargas e pessoas.

O entra e sai de trabalhadores, moradores e mercadorias acontece sem parar nos quatro cantos do mundo. Com tantos edifícios por aí, já dá para imaginar que alguns deles possuem métodos particulares para transportar os carregamentos e transformar a experiência de subir e descer em algo mais agradável.

Pensando nisso, o Tecmundo foi atrás dos elevadores mais estranhos e curiosos do mundo. Alguns são rápidos o suficiente para causar um frio na barriga, enquanto outros são tão grandes que levam até carros em sua estrutura. Confira!

Veloz e furioso

O prédio mais alto do mundo, Burj Kalifah, suscita uma dúvida comum em quem ouve falar dele: quanto tempo leva para se chegar até o topo do edifício? A viagem do chão até o 160º andar — que fica a 621 m do solo — só poderia ser feita através da mais rápida plataforma de elevação humana já construída no planeta.

A uma velocidade máxima de 40 milhas por hora (cerca de 64 km/h), o elevador consegue realizar o translado da base até o 124º andar em incríveis 60 segundos. Para se alcançar o último andar habitado, é preciso pegar outro elevador que funciona a partir do 123º andar.

Cercado por paredes de água

Localizado no meio do Radisson Blu Hotel em Berlim, o Aqua Dom é um gigantesco aquário em formato cilíndrico. O seu interior comporta mais de 1 milhão de litros de água e abriga cerca de 1,5 mil peixes em uma área com 25 metros de altura e 12 metros de diâmetro.

AmpliarVista exterior e interior do Aqua Dom. (Fonte da imagem: Wikipedia/Europe Travel Destinations)

Bem no meio do tanque, há um espaço em que circula um elevador com paredes transparentes.  Dentro deles, os visitantes podem admirar toda a beleza da vida marinha durante uma viagem (inclusa no ingresso para o complexo aquático Sea Life) que dura cinco minutos.

Bar móvel

Dentro do maior navio do mundo, há 21 piscinas, 2,7 mil quartos, cassinos, quadras de esporte e academia — só para citar alguns detalhes da estrutura do gigante. Em cada viagem, o Oasis of the Seas leva mais de 6,5 mil passageiros. Para suprir a demanda desse pessoal em 16 andares que somam 74 metros de altura, 24 elevadores permanecem ativos ininterruptamente.

Entretanto, não são eles que chamam a atenção na embarcação. Dentro das instalações, há um bar flutuante que percorre a área central do navio, suportando 35 passageiros por vez.  A jornada é tranquila e dura cerca de oito minutos. Apesar de possuir a parte superior aberta, a plataforma conta com amparos para prevenir acidentes com aqueles que exageram demais nos coquetéis.

Adrenalina insana

A maior construção do Hemisfério Sul (328 metros) fica em Auckland, Nova Zelândia. A Sky Tower é uma torre construída para a transmissão de sinais de telecomunicação e tornou-se um ponto turístico da região por conter um elevador com piso transparente.

Além de conter um observatório a mais de 200 metros de altura, a edificação é comumente usada para a prática de bang jump — mesmo com ventos que ultrapassam os 100 km/h. Você encararia um pulinho ou iria titubear na hora H?

AmpliarBang jump na Sky Tower. (Fonte da imagem: smh.com.au)

Mordomia para os ciclistas

Se no Brasil ainda faltam ciclovias em áreas importantes das grandes cidades, na Noruega já existe até elevador para os ciclistas. O Trampe Bicycle Lift funciona há quase 20 anos em uma enorme ladeira em Trondheim, cidade que possui o maior índice de ciclistas do país.

Movendo-se a menos de 10 km/h, o meio de transporte é amplamente utilizado pelos moradores da região e foi uma solução e tanto para um local com relevo bastante acidentado. Além de transportar bicicletas, o Trampe pode elevar carrinhos de bebê e pessoas que queiram se divertir.

Tratamento VIP para carros direto da fábrica

Os alemães da Volkswagen, que já fazem carros há mais de sete décadas, provaram que também são bons em construir elevadores. Em Wolfsburg, a empresa concentra, junto a uma fábrica de automóveis, várias outras atrações para visitantes e consumidores. Entre elas, está uma torre recheada de carros e com o centro oco.

Bem no meio da estrutura, há um elevador giratório que busca e devolve os veículos aos andares. A torre serve de armazenamento para carros personalizados encomendados direto da fábrica — assim, os compradores vão direto ao local para retirar o produto e, se quiserem, podem descer dentro do automóvel novo através do elevador.