Criado por cientistas da Universidade de Essex, na Grã-Bretanha, o SHOAL é um robô em forma de peixe que promete tornar mais fácil o trabalho de detectar pontos de poluição em mares e rios. Segundo os responsáveis pela invenção, ele se mostra mais eficiente que métodos tradicionais, que dependem de análises laboratoriais para analisar a água prejudicada.

O peixe robótico é controlado de forma autônoma, e vem equipado com sensores químicos capazes de detectar com precisão poluentes no ambiente em que se localiza. Os criadores da máquina afirmam que, em um futuro próximo, o SHOAL vai receber um sistema de inteligência capaz de detectar a fonte das emissões, o que deve agilizar a resolução de problemas ambientais.

Os dados coletados são enviados para os cientistas através de um módulo Wi-Fi, que analisa em tempo real todas as informações. O modelo final do SHOAL está próximo de ser completado, e, segundo os desenvolvedores, cada dispositivo deve ser vendido por um preço aproximado de US$ 29 mil.

Cupons de desconto TecMundo: