Desenvolvido pelo estudante de mestrado em design industrial Markus Kayser, o Solar Sinter é um experimento que tem como objetivo rever conceitos de produção, em uma época marcada pelas preocupações com o meio-ambiente. A invenção consiste em uma impressora 3D que utiliza somente elementos do ambiente para criar uma série de produtos.

O cenário escolhido para o experimento foi o deserto do Saara, no qual há abundância dos dois recursos usados na impressora: sol e areia. Enquanto os raios solares são responsáveis por providenciar toda a energia necessária para operar o dispositivo, a areia serve como matéria-prima para a produção de peças de vidro.

Projeto com consciência ecológica

Ao substituir os lasers usados pela indústria por raios solares e resinas que servem de matéria-prima por areia, Kayser apresenta uma invenção que usa de maneira inteligente recursos abundantes no ambiente para produzir diversos objetos. Além de representar uma economia de energia em relação aos métodos de produção tradicionais, a invenção também tem a vantagem de não produzir nenhum resíduo poluente.

O Solar Sinter utiliza o software de impressão 3D opensource Replicator G, e até o momento não há previsão de que seja produzido em larga escala. A novidade ficará exposta até o dia 3 de julho no Royal College of Art, e é parte de uma exposição de experimentos desenvolvidos por estudantes que fazem mestrado na instituição.

Cupons de desconto TecMundo: