Não Olhe Para Cima: vilão é comparado a Musk e Bezos; entenda!

2 min de leitura
Imagem de: Não Olhe Para Cima: vilão é comparado a Musk e Bezos; entenda!
Imagem: Reprodução/Netflix (via Mary Sue)
Avatar do autor

No final de dezembro, o filme Não Olhe Para Cima estreou na Netflix com uma narrativa para lá de satírica da vida real. Com um elenco recheado de estrelas — incluindo Meryl Streep, Leonardo DiCaprio e Jennifer Lawrence — a trama acompanha dois astrônomos que descobrem um meteorito que destruirá o planeta Terra em poucos meses. Ao tentar alertar a humanidade, porém, eles se veem em uma situação tragicamente cômica.

Ao longo do filme, muitos espectadores notaram certas semelhanças de personagens com personalidades da atualidade. Streep vive a presidente dos Estados Unidos Janie Orlean; Jonah Hill dá vida ao seu filho, Jason, o chefe de gabinete presidencial; já Cate Blanchett e Tyler Perry dão as caras como dois repórteres despreocupados e sensacionalistas.

Um dos personagens que mais chamam a atenção, porém, é Peter Isherwell (Mark Rylance), bilionário e CEO da empresa de tecnologia fictícia BASH. Na trama, ele é a pessoa mais rica do mundo e não se contenta em permanecer com o título apenas no planeta Terra.

Com um amor estranho por viagens espaciais, Isherwell logo foi comparado a outras personalidades da realidade. Alguns assinantes acreditam ser uma "mistura" de Elon Musk e Jeff Bezos, ambos bilionários com empresas focadas em exploração espacial. No filme, o personagem ignora totalmente os alertas envolvendo o meio ambiente e as mudanças climáticas e prioriza seus luxos pessoais.

Em outro momento, Isherwell é comparado ao dono da Meta — empresa "mãe" do Facebook — quando sua companhia de telefonia vende dados não consensuais dos clientes.

E você, o que achou do filme? Encontrou mais referências a personalidades da vida real? Conte nos comentários!