Viúva Negra: Scarlett Johansson e Disney fazem acordo e encerram processo

1 min de leitura
Imagem de: Viúva Negra: Scarlett Johansson e Disney fazem acordo e encerram processo
Imagem: Marvel
Avatar do autor

Recentemente, a atriz Scarlett Johansson e a Disney chegaram a um acordo pacífico, depois que a estrela de Viúva Negra entrou com um processo contra a empresa, justamente alegando quebra de contrato.

Sem se aprofundar nos autos do processo, a imprensa internacional divulgou alguns detalhes sobre o acordo. Supostamente, a artista receberá cerca de US$ 20 milhões da companhia referente aos eventuais danos financeiros que ela teria tido com o lançamento no Disney+.

Por meio de um comunicado oficial, Johansson celebrou o encerramento do processo. "Estou muito feliz por ter resolvido esse caso com a Disney. Estou incrivelmente orgulhosa do trabalho que fizemos juntos ao longo de todos esses anos, pois aprecio meu relacionamento criativo com toda a equipe. Já me sinto ansiosa para continuar nossa parceria nos próximos", pontuou ela.

Já Alan Bergman, atual presidente dos estúdios Disney, declarou que Scarlett Johansson continua sendo esperada para projetos futuros na companhia. Por meio de um informativo divulgado à mídia, o executivo elogiou as contribuições da atriz para a Marvel e ressaltou que ambos os lados possuem boas relações.

Viúva Negra: saiba mais sobre o processo movido por Scarlett Johansson

Segundo a artista, o lançamento do filme que protagonizou no Universo Cinematográfico da Marvel no recurso Premier Access, do Disney+, não contemplava a cláusula de ganhos em porcentagem com a bilheteria do longa em sua totalidade. Dessa maneira, Johansson se sentiu lesada pela empresa e decidiu entrar com uma ação judicial.

Apesar da polêmica, rumores garantem que Kevin Feige, presidente da Marvel, teria demonstrado sua insatisfação com relação a esse assunto diretamente com a Disney e proibiu que outros filmes do MCU fossem lançados diretamente no streaming. As atrizes Elizabeth Olsen, protagonista de WandaVision, e também Jamie Lee Curtis saíram em defesa da intérprete de Natasha Romanoff publicamente.

Vale lembrar que, após esse desentendimento, Bob Chapek, CEO da Disney, anunciou que a companhia iria reavaliar e também atualizar todas as suas políticas contratuais com relação ao elenco, justamente para que todos pudessem ser contemplados com os novos métodos de lançamento em streaming.