Disney+ bloqueia filmes com 'estereótipos racistas' para crianças

1 min de leitura
Imagem de: Disney+ bloqueia filmes com 'estereótipos racistas' para crianças
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

Nos últimos dias, o Disney+ começou a bloquear o acesso de perfis infantis na plataforma a animações e filmes cujas histórias retratem estereótipos racistas, atrações que já vinham sendo sinalizadas com alertas desde outubro do ano passado. Entre os títulos proibidos para os menores de 7 anos estão clássicos como Dumbo e Peter Pan.

Em relação a Dumbo, lançado em 1941, o streaming argumenta que “os corvos e os números musicais prestam homenagem a shows de menestréis racistas, onde artistas brancos com rostos enegrecidos e roupas esfarrapadas imitavam e ridicularizavam africanos escravizados nas plantações do Sul”, além de mencionar outras passagens consideradas inadequadas.

Já quanto a Peter Pan, de 1953, a companhia diz que o longa retrata os indígenas de maneira estereotipada, não refletindo a diversidade e as tradições culturais destes povos. O serviço comenta ainda sobre o uso da expressão “peles vermelhas” na trama, considerado um termo ofensivo, entre outras situações.

O clássico Dumbo está entre as produções bloqueadas para crianças no streaming.O clássico Dumbo está entre as produções bloqueadas para crianças no streaming.Fonte:  Disney/Reprodução 

Alguns dos outros títulos bloqueados para menores no Disney+ são Aristogatas (1970), que segundo a plataforma traz um dos personagens representando os povos do Leste Asiático de maneira exageradamente estereotipada, e o filme A Cidadela dos Robinsons (1960), devido a uma “representação singular e racista dos povos asiáticos e do Oriente Médio”.

Disponíveis para adultos, mas com alerta

Os conteúdos indisponíveis para os perfis infantis no Disney Plus ainda podem ser acessados normalmente pelos demais usuários da plataforma. Porém, eles trazem um aviso ao serem visualizados: “Este programa inclui representações negativas e/ou maus-tratos de pessoas ou culturas. Esses estereótipos estavam errados na época e estão errados agora”, ressalta o streaming.

Conforme a gigante do entretenimento, a empresa optou por reconhecer o impacto negativo de suas produções e iniciar um debate para construir um futuro mais inclusivo em vez de simplesmente remover tais conteúdos.

A Disney afirmou ainda estar comprometida em criar histórias que reflitam a diversidade existente em todo o planeta.

Imagem: Assine o Disney Plus
Imagem: Tecmundo Recomenda

Assine o Disney Plus

Assista o novo Star Wars: The Bad Batch e mais séries e filmes originais do universo Star Wars, Marvel, Pixar, National Geographic no Disney+. Tudo isso por apenas R$ 27,90/mês.